24 junho, 2016

Sexta...

A receita de hoje vai bem até como prato único, além proporcionar um belo resultado.

Peixe na couve
Ingredientes:
6 folhas de couve
6 filés de badejo ou de linguado
Suco de ½ limão
Sal
Pimenta do reino moída
Coentro
3 colheres de sopa de manteiga
1 cebola média picadinha
1 xícara de farinha de milho flocada
¼ de xícara azeitonas verde e preta picadas
¼ xícara de pimentões vermelho, amarelo e verde picados
3 colheres de sopa de cheiro verde
1 talo de alho-poró finamente picado
4 colheres de sopa de azeite
Preparo:
Tempere os filés com limão, sal, pimenta do reino e coentro. Reserve.
Faça uma farofa com a manteiga, farinha, a cebola, os pimentões, as azeitonas e o cheiro verde. Reserve.
Retire o talo da couve e coloque-a na água fervente por 3 minutos.
Retire e resfrie para cortar o cozimento.
Abra cada filé, recheie com a farofa e enrole como pequenos rocamboles.
Envolva cada filé com a afole de couve como se fosse uma trouxinha. Reserve.
Em uma frigideira, doure as rodelas de alho-poró no azeite.
Forre um pirex com papel de alumínio, deixando bastante sobra dos lados para poder fazer um embrulho.
Disponha as trouxinhas sobre o papel alumínio, regue com o caldo do tempero de limão e cubra com o alho-poró refogado.
Feche o papel alumínio embrulhando bem.
Leve ao forno a 200ºC de por 30 minutos.


Bom final de semana.

22 junho, 2016

Pingos sem is...

Quarta...

Preconizou Rousseau que “Todo poder emana do povo e em seu nome será exercido”, esqueceu-se de escrever “menos no Brasil”.

Se não vejamos, temos várias personagens públicas que a grande maioria da população, aliás, a maioria absoluta, gostaria de ver atrás das grades, que lá não estão por que parte da minoria que os defende está em cargos estratégicos, principalmente no judiciário.

Pior, uma pessoa domina todas as operações desta máfia política, não possui cargo algum, portanto não está protegida pelo asqueroso foro privilegiado e/ou pela desnecessária imunidade parlamentar.
Todas as delações tendem a proteger a dita pessoa, como se todo e qualquer esquema de corrupção nascesse do nada, sem um mentor, sem um “usuário” final.

Já escrevi sito aqui, como uma pessoa que não trabalha a mais de 30 anos pode amealhar tamanha fortuna para si e sua família? Simples, ganhando na loteria (várias vezes), recebendo heranças ou capitaneando o maior esquema corruptivo da história deste país.
A alternativa a ser escolhida é óbvia. Ou não?


Assim caminha a mediocridade...

21 junho, 2016

Cultura?

Terça...

Hoje é no estilo curto e grosso...

Aos poucos se justifica, melhor, entende-se o “amor” com o qual determinados artistas defenderam a manutenção do MinC (Ministério da Cultura), são cerca de oito mil processos da Lei Rouanet disponibilizados aso mesmos sem a menor averiguação do destino do dinheiro, que neste caso representa recusa fiscal. Citarei apenas um dos casos

Usar dinheiro público para aquilo a qual não destinado é crime, é lesar os cofres públicos, neste caso é desviar o montante destinado à arrecadação.
Gastar 1,3 milhões de reais para fazer um blog?
Nem se montasse toda estrutura (servidor, link, etc.).

Se realmente precisa-se de tudo isto para manter um blog estarei “ferrado” quando chegar a conta do meu.

Assim caminha a mediocridade...

20 junho, 2016

Absurdos...

Segunda...

A cada dia que passa o alcaide de Elliv Nioj se supera em crimes administrativos, o mais recente é proibir o médicos de receitarem os remédios em falta, desta forma os mesmos não estarão faltando.
Uma imbecilidade incomensurável e inaceitável é tratar a população como lixo, que uma oposição frouxa deixa barato.

Outro absurdo é a evasão, ou melhor, o desvio do dinheiro que deveria ir para o sistema previdenciário, se o caso ocorresse em uma empresa privada os proprietários já estariam presos, como é com o atual alcaide, que carrega a fama de ótimo administrador nada acontece, fama com a qual não coaduno.

A situação virá com o argumento de que outros alcaides já fizeram o mesmo, ou até pior, seguindo a linha de defesa dos lacaios da rainha deposta, ou seja, se os outros cometeram o crime e escaparam ilesos, o nosso deve se relevado.
Ledo engano; já escrevi sobre isto, crime é crime e assim deve ser tratado, pouco importando o que seja o autor da “proeza”.

Em breve teremos a chance de mudar esta pífia administração feudal, que não passa de um engodo criado para iludir o pobre eleitor, carente de um administrador que REALMENTE importe-se com ele, o que já não acontece há oito anos.

Assim caminha a mediocridade...


PS.: Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança será mera coincidência.

17 junho, 2016

Pizza de batata frita

Sexta...

Esta aprendi com meu filho.

Pizza de Batata Frita
Ingredientes:
200 g de batata palito frita
300 g de queijo cheddar (creme)
200 g de creme de leite
200 g de muçarela fatiada
100 g de calabresa fatiada
50 g de bacon picado
50 ml de molho de tomate
Preparo:
Distribua as batatas de modo a cobrir o fundo de uma assadeira redonda.
Em uma panela em fogo brando, derreta o cheddar, acrescente o creme de leite misturando bem.
Desligue o fogo e distribua esta mistura sobre as batatas, espalhando bem, pois tem a função de unificá-las.
Pré frite levemente o bacon e a calabresa.
Distribua o molho sobre a “massa”, cubra com queijo muçarela.
Mistura o bacon e a calabresa espalhe formando a última camada.
Aqueça o forno a 200ºC e asse por 20 minutos.
Pronto, é só servir.

Obs.: Não salgue a batata frita. A da foto está com pepperoni


Bom final de semana.

15 junho, 2016

Pingos sem is..

Quarta...

Para não me tornar enfadonho (mais) usarei esta imagem do Kibeloco para resumir o que estaria escrito hoje.


14 junho, 2016

Mudança...

Terça...

Está muito chato escrever, não há um fato novo, só notícia “enguiçada”, isto é fácil de ser entendido, tudo neste país ocorre de maneira lenta, decisões são adiadas, postergadas, enroladas, muitas vezes por falta de coragem, outras por má vontade.

Outra característica nossa, erramos e tornamos a repetir o erro, ou seja, só assim para explicar a eleição de petistas e seus asseclas, Dunga como técnico da seleção, reeleição de presidentes, governadores, prefeitos corruptos, incompetentes, ineficientes, etc.

Na CBF o presidente não pode viajar porque se sair do país poderá ser preso, vários políticos se perderem o foro privilegiado serão presos, inclusive certa presidente, fatos que só não acontecem por ser nossa justiça morosa, inclusive na maior instância, ou que, por diversas vezes, denota desconfiança sobre a mesma.

Como não veremos reações vindas de cima tão cedo, caberá a nós iniciarmos esta “limpeza” (não gosto desta palavra) pela base, na próxima eleição podemos e devemos “oxigenar” a política, trocar o máximo de integrantes de cargos públicos eletivos, e assim sucessivamente, desta forma em quatro anos trocaremos aproximadamente 75% dos políticos eleitos atuais, pois sempre haverá os que conseguirão se reeleger por diversos motivos, que vão de poder econômico, perpassam pelo fanatismo político, pela cegueira seletiva e pelos currais eleitorais. Simples assim.


Assim caminha a mediocridade...

13 junho, 2016

Bola furada

Segunda...

Como é interessante a relação entre o esporte bretão, o famoso pé na bola e a situação governamental do Reino e do feudo, por mais estranho que isto possa parecer.

Comecemos pela equipe local, é um arremedo de time, realiza uma campanha tão pífia no campeonato que disputa quanta a administração do nosso amado feudo, o pior é que ambas as administrações iludem-se acreditando que estão indo bem, que se não dá certo a culpa de outrem.

Enquanto isso, em nível feudal, a seleção ainda reflete o desgoverno afastado (sorte nossa), possui um técnico que talvez até venha a ser competente, mas no momento é um péssimo estrategista, turrão, que convoca mal e escala pior ainda.

A desculpa era a falta de tempo para treinar, pois bem, o tempo surgiu e nada mudou; a equipe não possui padrão tático, não defende bem, não ataca bem, ou seja, simplesmente entra em campo e só vence equipes medíocres, pois as medianas a dominam facilmente, que nos levou a mais um vexame, esperado é verdade.
E pelo jeito vai ficar por isso mesmo.

Assim caminha a mediocridade...